Publicado por: PPI Alagoas | fevereiro 18, 2011

MENSAGENS RECEBIDAS

O Ano da Pessoa Idosa foi proclamado na Arquidiocese de Maceió no dia 28 de outubro deste ano, estendendo-se até 28 de outubro de 2011. Diversas autoridades e personalidades enviaram mensagens sobre esta iniciativa, ratificando assim a importância da mesma, não somente no âmbito eclesial, mas também em toda a sociedade. Por isso trazemos as colocações com seus respectivos autores, demonstrando assim quão grande tem se tornado esse projeto.


“Aos 28 de outubro passado, em missa celebrada na Catedral Metropolitana, a Arquidiocese abriu, solenemente, o Ano da Pessoa Idosa, com o objetivo de promover e resgatar a dignidade do idoso. Justamente, para erradicar um tipo de mentalidade utilitarista, em relação às pessoas que já têm certa idade e, como tal, foge do paradigma dos resultados imediatos, a Igreja, sempre fiel ao seu Senhor, que veio para que todos tenham vida, vai procurar, chamar a atenção das famílias e sociedade, a fim de todos poderem olhar, com mais distinção, a pessoa idosa que, em hipótese alguma, deve ser considerada como um peso morto, mas, sim, ser encarada com o respeito, o cuidado que, em sua veneranda experiência de vida, ela merece. O reconhecimento e a gratidão aos nossos idosos devem sempre estar presentes no coração de todos. Por isso, tudo que fizermos para garantir os seus direitos não deixa de ser um gesto samaritano.”

Dom Frei Antônio Muniz Fernandes, O.Carm

Arcebispo Metropolitano de Maceió

“ Uno-me ao Arcebispo Dom Antonio Muniz em

suas palavras, orientações e bênçãos. Fraternalmente: “

+ Hélio Adelar Rubert

Arcebispo de Santa Maria – RS


“O Documento de Aparecida nos diz: ‘A Igreja fez opção pela vida. Esta nos projeta necessariamente para as periferias mais profundas da existência: o nascer e o morrer, a criança e o idoso, o sadio e o enfermo’ (417). Com a iniciativa de Dom Antonio Muniz, certamente a Pastoral da Pessoa Idosa também receberá um novo impulso nesta Arquidiocese e nas demais Dioceses do Estado de Alagoas, que, aliás, já está caminhando bastante bem, mas sempre deve ter a perspectiva de expandir cada vez mais até concretizar o desejo do nosso saudoso João Paulo II que, pouco antes de sua morte escreveu: ‘Que cada comunidade acompanhe com uma atenção amorosa todos os que envelhecem. Não duvido de que esta iniciativa terá também influencia sobre a sociedade alagoana, fazendo-a despertar para esta nova situação que se apresenta: o envelhecimento. Desejamos que, na comemoração deste Ano da Pessoa Idosa se criem espaços de discussão, de aprofundamento, de busca coletiva para a construção da Rede de Apoio à Pessoa Idosa. Não duvido de que esta iniciativa terá também influencia sobre a sociedade alagoana, fazendo-a despertar para esta nova situação que se apresenta: o envelhecimento. Desejamos que, na comemoração deste Ano da Pessoa Idosa se criem espaços de discussão, de aprofundamento, de busca coletiva para a construção da Rede de Apoio à Pessoa Idosa. Que as próprias pessoas idosas sejam protagonistas na mudança de paradigma, compreendendo esta fase como uma oportunidade de crescimento em sabedoria, em graça, em paz.”

Irmã Terezinha Tortelli , FC

Coordenadora Nacional da Pastoral da Pessoa Idosa


“Tomei conhecimento da feliz iniciativa do Ano da Pessoa Idosa, promovido pela Arquidiocese de Maceió.

Parabenizo o Sr. Arcebispo e toda a Igreja Particular de Maceió, fazendo votos que este ano especial coloque em destaque a importância das pessoas idosas, e a riqueza que elas têm a transmitir, por sua experiência de vida, e pela riqueza de sua fé.

Além dos seus direitos, que  são sagrados e precisam ser promovidos e respeitados, as pessoas idosas se constituem em belo exemplo de abertura à graça de Deus, nas mãos de quem elas se sentem entregues, na alegria do dom da vida, e na confiança em sua Providência.

Que este Ano da Pessoa Idosa redunde em copiosa bênção de Deus para toda a Arquidiocese de Maceió, especialmente para todas as pessoas idosas.

Com a expressão de minha estima fraterna, cordialmente,”

Dom Demétrio Valentini

Bispo de Jales (SP) e Presidente da Cáritas Brasileira


“Parabenizo a Arquidiocese de Maceió pela iniciativa de dedicar um ano à Pessoa Idosa. Segue uma mensagem:

ENVELHECER COM SABEDORIA

Bela postura é a de envelhecer e envelhecer com sabedoria. É preciso saber envelhecer. A idade mais bela não é a idade do adolescente ou do jovem ou do adulto ou do idoso. Não. A idade mais bela é aquela em que estamos.

O TEMPO que vivemos é um grande tesouro. Sem o tempo, nada há de grande, nada de profundo. Nem a amizade, nem a fidelidade. Devemos ver o tempo com muita normalidade. Sabemos que ele passa. No dia em que nascemos já começa o nosso envelhecimento. O tempo passa. Só a eternidade não passa. O tempo , à nossa disposição, deve ser bem empregado, sem ânsia nem aflição, para o serviço de Deus e do próximo. É preciso dar tempo ao tempo.

A SABEDORIA é um dom. Ela nos faz saborear as realidades da vida. Faz com que estas realidades da vida tenham um bom gosto, sejam saborosas. Envelhecer com sabedoria é viver com qualidade de vida. É envelhecer de tal forma que ser idoso seja gostoso para nós. “Quão bela é a sabedoria nas pessoas de idade avançada, e a inteligência e a prudência nas pessoas nobres! A experiência consumada é a coroa dos anciãos” (Eclo 25,7-8).

OS IDOSOS ajudam a contemplar, com mais sabedoria, os acontecimentos terrenos. Pelas vicissitudes vividas, tornam-se mais experimentados e amadurecidos. Os idosos guardam uma memória coletiva e, por isso, são capazes de interpretar mais exatamente o conjunto de idéias e valores humanos que mantêm e guiam a convivência social.

O IDOSO não pode se entregar. Necessita expandir-se criativamente. Ele está passando para uma etapa de vida plena de sabedoria existencial e pode dar muito ainda à sociedade. O idoso não pode sentir a sua vida sem sentido. Esgotada certa força de trabalho, ele não é um alguém que não assume seu papel. A aposentadoria não é um favor ou uma esmola. Ela é uma obrigação da sociedade para quem tanto a serviu.

NA VELHICE, temos que cuidar para não perdermos a nossa identidade. Somos gente, e continuamos a ser gente. Há muitas maneiras de envelhecer, mas não podemos abdicar das nossas capacidades de ser e de agir. A nossa vida não pode se tornar uma espécie de morte. O ideal é que a pessoa morra vivendo e não viva morrendo, entregando-se a cada instante ao tédio e à morte. É necessário “curtir” cada instante, extraindo dele todo o suco da vida. É preciso saber começar sempre de novo.”

Dom Itamar Vian

Arcebispo Metropolitano de Feira de Santana (BA)


“Parabéns à Arquidiocese de Maceió pelo Ano da Pessoa Idosa. Uma boa ocasião eclesial para acordar as consciências e a solidariedade em favor dessa multidão, as vezes silenciosa ou silenciada, que são os idosos e idosas das nossas comunidades e nossas ruas. Bela ocasião também para que nós, idosos, idosas vivenciemos nossa dignidade e nossa esperança. A velhice bem vivida, e bem acompanhada é uma espécie de sacramento de reconciliação e de paz, de gratidão eucarística e de vigília pascal.

Recebam um forte abraço deste idoso, munido de bengala e de muita esperança.”

+  Pedro Casaldàliga

Bispo emérito da Prelazia de São Felix do Araguaia (MT)


“ Prezados irmãos,

Tendo ultrapassado a barreira dos 75 anos de vida, louvo a Arquidiocese de Maceió pela promoção da Pastoral da Pessoa Idosa, com marcante generosidade expressa pela celebração de um ano especial.

Segundo a profecia de Zacarias (c,8) sonho com um mundo em que as crianças possam atingir avançada idade  e curtir a vida com um sorriso nos lábios.

Com seu testemunho, acredito que a própria CNBB vai se sentir motivada a valorizar os idosos que integraram os seus quadros. Quem condena um ser humano à inércia  comete grave pecado de desperdício das dádivas divinas.

A aposentadoria como é praticada em nossa sociedade e na própria Igreja não seria um insulto à dignidade humana?

O “benefício” que nos é concedido não corresponde ao serviço prestado e nem faz justiça ao ser humano em sua vocação e missão.

Louvo a Deus pelos caminhos que me foram abertos para permanecer testemunhando a inesgotável misericórdia divina e de continuar caminhando a serviço do Reino da Vida em Comunhão.

Que o Senhor Jesus faça brilhar a Luz nos dias cinzentos e nas noites escuras das pessoas em avançada idade.

Com votos e preces de Paz e Bem.”

+ Mauro Morelli

Bispo emérito da Diocese de Duque de Caxias (RJ)


” Saúdo a todos da Arquidiocese de Maceió, de modo especial as pessoas idosas e os que assumem a missão da Pastoral da Pessoa Idosa, neste ano singular dedicado à Pessoa Idosa nesta Igreja Particular.

        A dignidade da pessoa idosa deve ser considerada por todos, ainda mais pela riqueza de sua caminhada longeva como graça de Deus. Quanta aprendizagem com ela, mesmo em seus percalços, por ter tudo suportado para levar em frente à vida como dom de Deus! Nossos pais, avós e toda a gente idosa merecem nosso afeto, carinho, respeito e assistência. Deus abençoe sempre nossos queridos idosos ! “

Dom José Alberto Moura, CSS

Arcebispo Metropolitano de Montes Claros – MG


“Excelentíssimo Senhor Arcebispo dom Antonio Muniz,

         Saúde e Paz !

        Uno-me a vossa Reverendíssima pela bela iniciativa de dar uma atenção especial aos idosos de maneira muito particular neste ano dedicado á Pessoa Idosa. O Brasil já está caminhando para ser um país de um grande número de idosos. Eis um novo campo pastoral para todos nós.

      Desejo-lhe muito sucesso nesta missão junto a estes irmãos e irmãs mais experientes. Deus abençoe a todos. Deus abençoe a todos os que se dedicam à Pessoa Idosa. A Senhora Santa Ana interceda,  com Maira nossa querida Mãe, diante de Deus por todos os idosos desta Arquidiocese e de nosso país.

     Com um forte abraço e que Deus abençoe a todos.”

Dom Luiz Mancilha Vilela, ss.cc

Arcebispo Metropolitano de Vitória – ES


       “Caríssimo irmão Crismédio Vieira Costa Neto

        Paz e Bem !

        É com imensa alegria que envio ao amigo uma mensagem amiga e fraterna em homenagem a este magnífico trabalho em prol de nossos irmãos idosos, tão bem contemplado pela Pastoral da Pessoa Idosa.

        Muito agradecemos à grande santa brasileira, Dra. Zilda Arns, por nos ter deixado tão grande presente, principalmente aos nossos idosos. No céu, com certeza o Senhor vai recompensá-la dignamente.

        Precisamos de pessoas generosas que doem um pouco do seu tempo para este meritório serviço. O Senhor não deixará de colocar pessoas de boa vontade que dêem o melhor de si em benefício de pessoas tão especiais como são nossos idosos.

       Muito agradeço ao senhor Crismédio pela sua dedicação e serviço. Só Deus vai recompensá-lo.

       Em nossa Diocese de Barra a Pastoral da Pessoa Idosa vai muito bem, graças a Deus e a muitas pessoas generosas que nos ajudam.

       Deus abençoe o senhor e todos os que se dedicam a este trabalho e de modo especial abençoe nossos queridos idosos e idosas.

       Receba nossa saudação fraterna e amiga.”

 Dom Frei Luiz Flávio Cappio, OFM

Bispo Diocesano de Barra – BA


“Em tempo de Páscoa, olhemos para as pessoas como verdadeiramente ressuscitadas, especialmente para os idosos e idosas, pessoas fartas de experiência e de história de vida. Elas traçaram e traçam uma história de altos e baixos, e conseguiram vida física, que é um verdadeiro dom de Deus. Muitos ficam pelo caminho, não tendo a oportunidade de chegar ao tempo da velhice. Muitos morrem antes de nascer.

      O Brasil está se tornando um país de idosos. Isto é muito significativo. É sinal de desenvolvimento, de condições de vida mais privilegiadas, de melhor saneamento público, de uma medicina mais atuante, possibilitando o aumento da média de vida. Parabéns aos idosos e a todo o trabalho realizado pela Arquidiocese de Maceió em favor dos idosos. Feliz Páscoa para todos e que Deus continue abençoando esse importante trabalho.”

Dom Paulo Mendes Peixoto
Bispo Diocesano de São José do Rio Preto – SP


                                                                    *Prof. Dr. Frei Antônio Moser

         “Quase que de repente, o mundo se deu conta de que a “bomba demográfica” se transformou em “bomba do envelhecimento”. O Brasil, conhecido como jovem nação, adquire sempre mais pessoas de cabelos brancos. São 22 milhões hoje, e dentro de 20 serão o dobro. Por um lado, isto é um ganho, mas por outro lado devemos nos perguntar se a freada não foi brusca demais, e, sobretudo com que qualidade de vida estas pessoas podem contar. A campanha em favor do idoso é não só louvável, mas necessária. Queremos que muita gente tenha longevidade, mas também com qualidade de vida. É preciso ensinar às pessoas a colher flores entre espinhos ( meu livro – Vozes – Colhendo Flores entre espinhos). como também urge que todos nós ajudemos as pessoas colocadas de escanteio, para que se sintam valorizadas. Que Deus abençoe a Arquidiocese de Maceió e a todos que colaboram nesta importante campanha.”

*Frei Antônio Moser é Diretor Presidente da Editora Vozes, professor de Teologia Moral e Bioética no Instituto Teológico Franciscano (ITF) em Petrópolis/ RJ, Membro do Conselho Administrativo da Diocese de Petrópolis/ RJ, Pároco da Igreja de Santa Clara, Diretor do Centro Educacional Terra Santa, Membro da Comissão de Bioética da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil), Coordenador do Comitê de Pesquisa em Ética da Universidade Católica de Petrópolis (UCP), além de conferencista no Brasil e no exterior. Escreveu 25 livros, participou como co-autor e colaborador de inúmeros e publicou incontáveis artigos científicos em revistas nacionais e internacionais. Atualmente desenvolve intensa atividade pastoral, sendo um dos principais especialistas brasileiros em Pastoral Familiar e Bioética.


“Consideramos esta medida no sólo relevante en el ámbito de Brasil, sino que también para todas las organizaciones relacionadas con la Iglesia que trabajamos en distintos países de América Latina por reconocer el envejecimiento individual y poblacional como uno de los mayores logros sociales conquistados durante el Siglo XX y por el derecho de las personas mayores a condiciones y calidad de vida dignas. El desafío emprendido por ustedes, constituye un fuerte estímulo para redoblar esfuerzos en miras a resignificar la vejez desde una perspectiva de derechos dentro de nuestra propia Iglesia y sociedades en general, acordes a conocimientos que aporta la gerontología respecto a que: el envejecimiento y la vejez constituyen no solamente procesos biológicos, sino principalmente construcciones sociales y culturales; las personas adultas mayores son sujetos de derechos y libres y capaces de decidir por ellas mismas; es necesario y urgente promover las capacidades y oportunidades de las personas adultas mayores, de modo que ellas puedan incrementar sus fortalezas; es posible y urgente mejorar las condiciones de vida y promover comportamientos saludables en todas las edades; es indispensable repensar las relaciones entre generaciones y superar estereotipos mutuos entre grupos de edades.”

Ximena Romero

Coordenadora da Rede Latino-americana de Gerontologia


“Nós da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) sabemos como o processo do envelhecer é marcado em nossa realidade sócio-política por uma série de progressivos percalços: o abandono, a exclusão da família e da sociedade, a desassistência e o pesado fardo da solidão. Por isso, temos empregado nossos esforços no sentido de fazer do envelhecimento um tempo de sabedoria, de encontro do idoso consigo mesmo, com sua história e com os momentos cruciais de sua caminhada. Entusiasma-nos, então, saber que temos parceiros em nosso trabalho; que os responsáveis pela força do Espírito não desprezam a preocupação com o corpo que vai se fragilizando; que os arautos da vida fazem-se os mediadores da finitude humana. Entusiasma-nos que o povo católico de Maceió entenda como nós também entendemos, que um dos privilégios da velhice é ter em seu próprio silêncio todas as falas. Que Deus, que vê a profundidade dos corações, abençoe esta iniciativa e o trabalho de todos nós, independente da modalidade de nossa fé.”

Drª. Sílvia Pereira

Presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia


” Com grande satisfação o Conselho Nacional dos Direitos do Idoso parabeniza e apóia a definição do Ano da Pessoa Idosa pela Arquidiocese de Maceió. Esta iniciativa é uma oportunidade para que toda a sociedade reflita acerca das condições de vida dos idosos brasileiros, em especial dos alagoanos. Não é demais lembrar que vivemos um processo intenso e acelerado de envelhecimento populacional e que muitas das pessoas que hoje estão idosas, infelizmente, são as mesmas que vivenciaram o desrespeito a direitos humanos durante a sua infância, a vida do trabalho e que a mesma desumanidade as alcança agora na velhice. Por isso, é urgente que Alagoas inaugure uma nova etapa de cidadania, de solidariedade e de bem-estar para todos e, de modo especial, para quem envelhece em condições de desigualdade e de privação de direitos. Que ao longo de todo este ano sejam discutidos temas difíceis para a nossa sociedade como o preconceito, a discriminação e a violência contra os idosos, mas também sejam valorizados o seu saber, a sua história e a sua experiência. Que daqui para frente toda pessoa idosa possa opinar, participar e encorajar com seu exemplo toda a sociedade na busca de direitos e valores como dignidade, respeito e vida em abundância.”

Karla Cristina Giacomin

Presidenta do Conselho Nacional dos Direitos do Idoso


“Desejo parabenizar esta iniciativa e os que a promovem; os nossos idosos devem ser olhados como troféus importantes para as famílias e para a sociedade, e não como pessoas descartáveis porque já não podem produzir como antes. Tudo o que temos foram eles que produziram e nos legaram: a vida, os bens, o carinho e os cuidados conosco.”

Prof. Felipe Aquino

Apresentador da Tv Canção Nova


” Estou em sintonia de prece neste Ano da Pessoa Idosa na Arquidiocese de Maceió. Sinto-me bastante jovem, porém fui fazer as contas e verifiquei que dentro de 13 anos serei idoso. Fiquei surpreso com esta conta. Chega tão rápido. Por isso, precisamos aprender a viver esta fase como tempo da sabedoria. Deus os abençoe !” 

Padre Joãozinho , SCJ

“Caros irmãos, A Associação Reciclázaro parabeniza a Pastoral da Pessoa Idosa da Arquidiocese de Maceió pela iniciativa da realização do Ano da Pessoa Idosa e convida a todos a olharem para a pessoa idosa como ser humano integral, valioso e amado por Deus e por nós. Não podemos considerar apenas sua força física, mental e sua saúde. É preciso respeitar a personalidade formada, a riqueza da experiência acumulada. As pessoas idosas podem trazer de volta muitos valores perdidos pela sociedade de consumo e pela violência.Também convidamos a todos a ler o que a Bíblia mostra sobre o envelhecimento:“Até a vossa velhice, eu serei o mesmo e, ainda quando tiverdes cabelos brancos, eu vos carregarei; já o tenho feito; levar-vos-ei, pois, carregar-vos-ei e vos salvarei.” (Is 46.4)”

Andréa Gadiolli FIdêncio Poscai

Programa de Atenção à Pessoa Idosa

da Associação Reciclázaro – São Paulo – SP


” Em nome da Província Marista do Brasil Centro-Norte, parabenizo a Pastoral da Pessoa Idosa da Arquidiocese de Maceió pela feliz iniciativa da realização do Ano da Pessoa Idosa.

No período de 28 de outubro de 2010 a 28 de outubro de 2011, estaremos unidos como Igreja, “reconhecendo que a presença de um número crescente de idosos é uma bênção para a sociedade”. Nas celebrações teremos a oportunidade de agradecer aos nossos irmãos de idade avançada por seu testemunho de vida, sua fidelidade a Deus e sua perseverança.

Na Sagrada Escritura encontramos muitos exemplos de anciãos que servem de estímulo às Pessoas Idosas do nosso tempo: Abraão, Isaac e Jacó, o velho Simeão e a profetisa Ana, e por último o Apóstolo Paulo. Os conselhos deste, na sua Carta a Tito, são muito sugestivos: “Os anciãos sejam sóbrios, dignos, moderados, sadios na fé, no amor e na paciência” (2,2).

O Papa João Paulo II, nos últimos anos de sua vida, expressava-se com esta oração: “Ó Senhor da vida, fazei-nos tomar plena consciência e saborear como um dom, rico de futuras promessas, cada período da nossa vida” (Carta aos Anciãos, 1999).

Que os nossos irmãos idosos possam sentir-se sempre mais úteis  e que, de nossa parte, os valorizemos cada vez mais. Fraternalmente, em JMJ e Champagnat,”

Ir. Wellington Mousinho de Medeiros , FMS

Superior Provincial


“O Ano da Pessoa Idosa na Arquidiocese de Maceió é uma grande oportunidade para que todos juntos, iluminados por valores  evangélicos, realizemos uma ação educativa nas pessoas para esclarecer sobre os preconceitos contra as pessoas idosas afim de que sejam superados, assim como também valorizar as pessoas idosas integralmente e respeitar os seus legítimos direitos.”

Dr. João Batista Lima Filho

Médico Geriatra e Gerontólogo – Assessor Nacional e Representante titular da Pastoral da Pessoa Idosa no Conselho Nacional dos Direitos do Idoso – CNDI

Ano da Pessoa Idosa

*Dra. Áurea Eleotério Soares Barroso

É digna de louvor a iniciativa da Arquidiocese de Maceió desenvolvida por Dom Antonio Muniz Fernandes, Arcebispo Metropolitano, de instituir o Ano da Pessoa Idosa entre os dias 28 de outubro de 2010 a 28 de outubro de 2011. Um ano inteiro dedicado à reflexão sobre a importância da pessoa idosa!  É realmente emocionante ver que no Brasil estão acontecendo ações como esta.

Dom Muniz em seu artigo “Nossa gratidão à Pessoa Idosa” nos convida a fazer uma série de reflexões importantíssimas sobre o envelhecimento, por exemplo, ele diz que o idoso não deve ser considerado como um “peso morto”. Dom Muniz está certo. Estudos mostram que os idosos contribuem de diferentes formas com suas famílias, sua comunidade. Pesquisas com abrangência nacional revelam que famílias com idosos apresentam renda financeira maior do que famílias sem a presença de idosos. Além das inúmeras contribuições dos idosos que não podem ser contabilizadas como: ajudam a cuidar de netos, partilham experiências de vida, prestam serviços voluntários em hospitais, Pastorais, etc.

O Ano da Pessoa Idosa promovido pela Arquidiocese de Maceió é um despertar de consciências. Chama a atenção de todos para os enormes desafios que teremos pela frente se não começarmos a planejar e desenvolver ações voltadas para a população idosa. Pois, como sabemos, envelhecer no Brasil é muito diferente de envelhecer em um país desenvolvido com políticas públicas estruturadas, que colocam à disposição de sua população uma ampla rede de serviços sociais e de saúde. O envelhecimento da nossa população está acontecendo, sem que problemas sociais identificados em décadas anteriores tenham sido resolvidos. Ainda estamos buscando um lugar para crianças, adolescentes, trabalhadores rurais, para a maioria dos brasileiros viver dignamente.

Mas, não podemos nos esquecer que envelhecer é um dos maiores ganhos da humanidade. E não aconteceu por acaso. A sociedade investiu em diversas áreas: melhorou as condições de saneamento, de moradia e foram feitas descobertas na área da medicina que possibilitaram a cura e a prevenção de doenças e fez muitos outros investimentos. Portanto, o envelhecimento da população deve ser comemorado, pois os seres humanos sempre sonharam viver muitos anos.  Atualmente, um neto tem a oportunidade de conhecer e conviver durante muitos anos com seus avós. E pode partilhar da convivência até mesmo de seus bisavós.

O desafio hoje está em buscar alternativas que possam assegurar mais qualidade de vida às pessoas idosas, que juntos possamos encontrar esses caminhos para que a vida de cada pessoa idosa, como um dom de Deus, possa ser vivida em plenitude, dignamente. Um abraço fraterno a todos (as), em especial aos idosos e idosas alagoanos.

*Pedagoga, Mestre em gerontologia, Doutora em Políticas Sociais: Serviço Social pela PUC-SP. Professora convidada de diversas universidades brasileiras e fora do Brasil para ministrar aulas e participar de Bancas Examinadoras na área do envelhecimento. Autora de artigos em revistas cientificas, de livros sobre a temática do envelhecimento.

Lideranças, Amigos e Colaboradores da PPI enviam

mensagens por ocasião do Ano da Pessoa Idosa :

Este espaço vem contribuir com a divulgação das atividades que estão sendo realizadas na Arquidiocese de Maceió pelos que fazem a PPI – Pastoral da Pessoa Idosa. Que as bênçãos de Deus sejam abundantes para todos os líderes missionários que se dedicam incansavelmente para o bem estar das pessoas idosas e de enaltecer nossa Igreja. Saudações, Suely Sobral

O Ano da Pessoa Idosa na Arquidiocese de Maceió é uma bênção para todas as pessoas idosas que se sentem valorizadas e acolhidas com estas lindas mensagens.
Parabéns para toda equipe organizadora, acompanho com alegria cada notícia e mensagem recebida. Esta promoção é ímpar no Brasil e poderão desencadear muitas outras. A Pastoral da Pessoa Idosa é uma realidade que leva vida, dignidade e esperança para as pessoas idosas. Desta forma estamos vivenciando a mensagem do Papa João Paulo II para a Quaresma de 2005: “Que cada comunidade acompanhe com uma compreensão amorosa todos os que envelhecem”.
Parabéns pela iniciativa e pelo blog. Está muito cativante. Vamos divulgar para toda a Pastoral da Pessoa Idosa. Paulo César Gomes

Olá meu caro irmão em Cristo, Crismédio, coordenador Estadual da PPI Alagoas-AL, quero aqui registrar minha alegria por esta sua iniciativa muito louvável a criação deste blog, como também a criatividade do Arcebispo Dom Antonio Muniz, em ter criado o ano Estadual do Idoso, a casa de acolhida as pessoas de rua, onde estava havendo mortes criminosa dessas pessoas, então foi uma criatividade iluminado por Deus.

Estão todos de parabéns. Que Deus lhe abençoe, sua família e todos(as) que fazem esta pastoral nessa maravilhosa Capital e progressivo estado de Alagoas. Forte abraço, Abenuval Júlio da Silva – Coordenador Dicesano da PPI / S75

Olá,pessoal, gostei muito desse blog. Até copiei um artigo para repassar para meu grupo. Na realidade ainda não tenho uma Pastoral da Pessoa Idosa PPI tenho apenas um grupo da terceira idade porque ainda não deu para transformá-lo em uma pastoral. se Deus quiser, ou conseguir criar essa Pastoral. Preciso apenas de tempo. Continuem firmes na luta. Um abraço carinhoso , Irmã Dária

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: